28 Agosto 2023

Ficep Caddy: a gama de tesouras mecânicas para biletes de alta produtividade para clientes que necessitam de obter peças perfeitas em peso e tamanho

Notícias
Caddy 80

A gama de tesouras mecânicas CADDY é a solução mais eficaz para produzir peças perfeitamente cortadas, de forma totalmente automática, desde o feixe de barras até à seleção e descarga dos biletes.

A capacidade desta gama de máquinas para responder às necessidades das indústrias a que se destina – automóvel, petroquímica, aeroespacial, movimentação de terras e outras – resulta da nossa profunda experiência, adquirida ao longo de quase um século na indústria de forja e estampagem: somos, de facto, capazes de oferecer todas as tecnologias necessárias para o desenvolvimento de uma linha completa, desde o corte de barras – com as tesouras de ultra desempenho para o corte a quente, semi-quente e a frio de barras redondas e quadradas em diferentes tamanhos e materiais, ou com a gama de serras de disco de alta velocidade – até às diferentes linhas de prensas para forjamento.

A gama CADDY de tesouras mecânicas de lâminas horizontais pode cortar qualquer tipo de material e, dentro do ciclo de produção de forja e estampagem, é colocada à frente do processo, trazendo uma elevada contribuição em termos de eficiência nos mais variados campos de aplicação, satisfazendo as necessidades de:

  • Produtividade elevada: até 120 cortes por minuto

  • Qualidade de corte: melhor qualidade em termos de paralelismo, planicidade, rugosidade ou ausência de rebarbas

  • Precisão da peça acabada em termos de peso e de dimensões: precisão máxima com menos desperdício de biletes

  • Otimização dos custos de produção: tecnologia de ponta para o menor custo por corte

  • Otimização do espaço da oficina: não são necessárias fundações

  • Ambiente de trabalho seguro e saudável: sistemas totalmente automáticos com o mínimo de esforço do operador

Em muitas áreas industriais de aplicação das várias tecnologias propostas pela FICEP, a qualidade do corte é um dos principais factores que orientam as escolhas de produção: obter peças perfeitamente cortadas, limitando ao mínimo a deformação da peça cortada, é uma prioridade. A conceção e a engenharia da CADDY vão diretamente ao encontro deste objetivo.

De facto, a tesoura mecânica CADDY tem um design único que pode minimizar a distorção da barra que está a ser processada e manter constante o volume da peça cortada. As lâminas de corte são fabricadas e montadas de modo a adaptarem-se ao diâmetro exterior da barra e a minimizarem a rotação durante o processo de corte. O sistema duplo de rolos de tração com deteção da barra final por codificador permite a estabilidade da barra durante o corte, facilitando o funcionamento das lâminas. A CADDY foi concebida com um carro horizontal que permite regular o plano efetivo de corte de modo a que este permaneça perpendicular ao eixo longitudinal da barra a ser processada: a guilhotina, de facto, pode ser rodada no seu eixo vertical com uma inclinação adequada para compensar a folga da lâmina e qualquer ângulo de inclinação, permitindo obter superfícies de corte com qualidade superior. Isto permite obter um corte perfeitamente ortogonal em relação ao plano longitudinal da barra e uma maior uniformidade da extremidade cortada.

A possibilidade de integrar a estação de deteção laser das tolerâncias da barra antes da operação de corte, garante um aumento adicional da precisão de corte, o que é muito apreciado quando os padrões de produção são muito exigentes. Também no caso de elevados padrões de produção, especialmente em relação ao corte de materiais críticos com dureza muito elevada, o sistema de pré-aquecimento das barras, que permite um corte sem fissuras, é particularmente adequado.

No lado de saída das lâminas, o dispositivo hidráulico de auto-posicionamento, juntamente com o dispositivo de retenção, mantém a barra numa posição reta e elimina o rolamento durante o corte, reduzindo ainda mais a distorção da barra.

A ação mecânica da guilhotina – ao contrário dos accionamentos pneumáticos ou hidráulicos – permite assegurar uma elevada taxa de produtividade (até 120 cortes por minuto), mantendo uma qualidade de corte constante e elevada.

O aumento da automatização da linha contribui para a produtividade do ciclo de transformação: por exemplo, o sistema automático que separa as secções de cabeça e cauda das peças acabadas exclui qualquer intervenção manual de triagem por parte do operador. Por outro lado, a mesa de carregamento automático de redondos e quadrados alimenta o tapete transportador para manter o funcionamento contínuo e eliminar qualquer perda de produtividade. Para complementar o carregador automático de barras, a FICEP propõe a combinação de armazéns automáticos e lançadeiras AGV para a transferência guiada por laser de feixes de barras do estoque de aço para a mesa da máquina. A integração de todas essas soluções altamente automatizadas permite que a empresa ofereça linhas de corte cada vez mais eficientes e de alto desempenho.

Uma opção interessante, cada vez mais procurada, é o sistema de pesagem automática: após o corte das peças, um tapete transportador com balança incorporada efectua o controlo do peso real de cada peça, registando continuamente os valores medidos; em função das necessidades de produção, o comprimento de corte pode ser ajustado automaticamente para manter o peso das peças dentro das tolerâncias definidas pelo operador. O tapete de descarga com múltiplas saídas para a seleção de diferentes classes de peso, em conjunto com o dispositivo de troca automática ininterrupta dos silos de recolha das peças e a função de otimização do enchimento dos silos, automatizam de forma extremamente eficiente a descarga das peças, destinadas às fases seguintes de forja e estampagem.

Muitos outros opcionais podem ser integrados para tornar a tecnologia ainda mais performante, como, por exemplo, bancadas sobredimensionadas para aumentar a autonomia de uso não tripulado, sistema de pré-aquecimento de barras, estações de lavagem de barras, dispositivos de descarga magnética para peças longas, etc.

Por fim, a HMI com a qual a CADDY é gerida permite uma utilização simples e muito intuitiva da produção por parte do operador: a grande atenção que a FICEP presta à integração dos seus sistemas permite que as diferentes máquinas possam comunicar e trocar dados. Este fluxo contínuo de informação está disponível e pode ser utilizado através de páginas de vídeo dedicadas que permitem aos gestores da oficina calibrar a produção e optimizá-la de acordo com as diferentes necessidades.

Galeria de fotos

Hai una domanda?

Perguntas?

Para qualquer questão, pedido ou proposta, não hesite em escrever-nos
ou efetuar uma marcação online com um dos nossos peritos.

A nossa rede mundial estruturada pode ajudá-lo com qualquer questão sobre vendas, apoio pós-venda, formação e fornecimento de peças sobresselentes.

Utilize o formulário abaixo para subscrever o boletim

    Li as informações sobre privacidade e concordo com a utilização dos meus dados pessoais.

    Este site é protegido pela reCAPTCHA e aplicam-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google.

    Preencha este formulário para qualquer pergunta, pedido ou proposta, teremos todo o prazer em responder-lhe o mais rapidamente possível.

      Li as informações sobre privacidade e concordo com a utilização dos meus dados pessoais.

      Este site é protegido pela reCAPTCHA e aplicam-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google.